quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Os Fiéis Leigos


A palavra leigo em nossa língua nos Diz:1-Que não é clérigo;laico.2-Estranho ou alheio a um assunto.3-Secular diante destas considerações gostaria de mostrar aos Irmãos e Irmãs que no Contexto de batizados que somos,a Igreja nos apresenta algumas responsabilidades para juntos com o clero,assumir-nos ser de fatos Igreja,Cristo a cabeça nós os membros.
Vivendo a realidade Cristã Jesus é aquele que nos exorta:
(At 1;8)
8.Mas recebereis o poder do Espírito Santo que virá sobre vós, para serdes minhas testemunhas em Jerusalém, por toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra”.

Começamos então a nossa missão de testemunhar e anunciar Jesus Cristo,caminho verdade e vida.O Profeta Jeremias diz:

(Jr 20;7)
7.Tu me seduziste, SENHOR, e eu me deixei seduzir! Foste mais forte do que eu e me subjugaste! Tornei-me a zombaria de todo dia, todos se riem de mim.

Assim diante de tudo aquilo que o mundo nos apresenta deixemos-nos ser seduzidos também por Jesus
Passamos agora para o Catecismo da Igreja católica,onde iremos de fato somos chamados a nos comprometermos com as Coisas de Deus Pai.

Os Fiéis Leigos:897
"Sob o nome de leigos entendem-se aqui todos os cristãos, exceto os membros das Sagradas Ordens ou do estado religioso reconhecido na Igreja, isto é, os fiéis que, incorporados a Cristo pelo Batismo, constituídos em Povo de Deus e a seu modo feitos participantes da função sacerdotal, profética e régia de Cristo, exercem, em seu âmbito, a missão de todo o Povo cristão na Igreja e no mundo."

A Vocação dos Leigos:898,899,900
898- "É especifico dos leigos, por sua própria vocação, procurar o Reino de Deus exercendo funções temporais e ordenando-as segundo Deus... A eles, portanto, cabe de maneira especial iluminar e ordenar de tal modo todas as coisas temporais, as quais estão intimamente unidos, que elas continuamente se façam e cresçam segundo Cristo e contribuam para o louvor do Criador e Redentor."
899-A iniciativa dos cristãos leigos é particularmente necessária quando se trata de descobrir, de inventar meios para impregnar as realidades sociais, políticas e econômicas com as exigências da doutrina e da vida cristãs. Esta iniciativa é um elemento normal da vida da Igreja.Os fiéis leigos estio na linha mais avançada da vida da Igreja: graças a eles a Igreja é o princípio vital da sociedade humana. Por isso, especialmente eles devem ter uma consciência sempre mais clara não somente de pertencerem à Igreja, mas de serem Igreja, isto é, a comunidade dos fiéis na terra sob a direção do Chefe comum, o Papa, e dos Bispos em comunhão com ele. Eles são a Igreja.
900-Uma vez que, como todos os fiéis, os leigos são encarregados por Deus do apostolado em virtude do Batismo e da Confirmação, eles têm a obrigação e gozam do direito, individualmente ou agrupados em associações, de trabalhar para que a mensagem divina da salvação seja conhecida e recebida por todos os homens e por toda a terra; esta obrigação é ainda mais presente se levarmos em conta que é somente por meio deles que os homens podem ouvir o Evangelho e conhecer a Cristo. Nas comunidades eclesiais, a ação deles é tão necessária que sem ela o apostolado dos pastores não pode, o mais das vezes, obter seu pleno efeito.

901-"Os leigos, em virtude de sua consagração a Cristo e da unção do Espírito Santo, recebem a vocação admirável e os meios que permitem ao Espírito produzir neles frutos sempre mais abundantes. Assim, todas as suas obras, preces e iniciativas apostólicas, vida conjugal e familiar, trabalho cotidiano, descanso do corpo e da alma, se praticados no Espírito, e mesmo as provações da vida, pacientemente suportadas, se tornam 'hóstias espirituais, agradáveis a Deus por Jesus Cristo' (l Pd 2,5), hóstias que são piedosamente oferecidas ao Pai com a oblação do Senhor na celebração da Eucaristia. É assim que os leigos consagram a Deus o próprio mundo, prestando a Ele, em toda parte, na santidade de sua vida, um culto de adoração."

902-De maneira especial, os pais participam do múnus de santificação "quando levam uma vida conjugal com

espírito cristão e velando pela educação cristã dos filhos".

903-Se tiverem as qualidades exigidas os leigos podem ser admitidos de maneira estável aos ministérios' de

leitores e de acólitos[a51]. "Onde a necessidade da Igreja o aconselhar, podem também os leigos, na falta de

ministros mesmo não sendo leitores ou acólitos, suprir alguns de seus ofícios a saber exercer o ministério da

palavra, presidir às orações litúrgicas administrar o Batismo e distribuir a sagrada Comunhão de acordo com as

prescrições do direito


SUA PARTICIPAÇÃO NO MÚNUS PROFÉTICO DE CRISTO:904,905,906,907

904-"Cristo... exerce seu múnus profético não somente por meio da hierarquia... mas também por meio dos

leigos, fazendo deles testemunhas e provendo-os do senso da fé e da graça da palavra":Ensinar alguém para

levá-lo à fé é a tarefa de cada pregador e até de cada crente.

905-Os leigos exercem sua missão profética também pela evangelização, "isto é, o anúncio de Cristo feito pelo

testemunho da vida e pela palavra". Nos leigos, "esta evangelização... adquire características específicas e

eficácia peculiar pelo fato de se realizar nas condições comuns do século":Este apostolado não consiste apenas

no testemunho da vida: o verdadeiro Apóstolo procura as ocasiões para anunciar Cristo pela palavra, seja aos

descrentes... seja aos fiéis

906-Os leigos que forem capazes e que se formarem para isto podem também dar sua colaboração na

formação catequética, no ensino das ciências sagradas e atuar nos meios de comunicação social.

907- "De acordo com a ciência, a competência e o prestígio de que gozam, têm o direito e, às vezes, até o dever

de manifestar aos pastores sagrados a própria opinião sobre o que afeta o bem da Igreja e, ressalvando a

integridade da fé e dos costumes e a reverência para com os pastores, e levando em conta a utilidade comum e a

dignidade das pessoas, dêem a conhecer essa sua opinião também aos outros fiéis


SUA PARTICIPAÇÃO NO MÚNUS RÉGIO DE CRISTO:908,909,910,911,912,913

908- Por sua obediência até a morte, Cristo comunicou a seus discípulos o dom da liberdade régia, "para

que vençam em si mesmos o reino do pecado, por meio de sua abnegação e vida santa”:

Aquele que submete seu próprio corpo e governa sua alma, sem deixar-se submergir pelas paixões, é seu

próprio senhor (é dono de si mesmo): pode ser chamado rei porque é capaz de reger sua própria pessoa; é livre

e independente e não se deixa aprisionar por uma escravidão culposa."

909-Além disso, com forças conjugadas, que os leigos sanem as instituições e condições do mundo, caso estas

incitem ao pecado. E isto de tal modo que todas essas coisas se conforme com as normas da justiça e, em vez

de a elas se opor, antes favoreçam o exercício das virtudes. Agindo dessa forma impregnarão de valor moral a

cultura e as obras humanas."

910- Os leigos podem também sentir-se chamados ou vir a ser chamados para colaborar com os próprios

pastores no serviço da comunidade eclesial, para o crescimento e a vida da mesma, exercendo ministérios bem

diversificados, segundo a graça e os carismas que o Senhor quiser depositar neles."

911- Na Igreja, "os fiéis leigos podem cooperar juridicamente no exercício do poder de governo" Isto se

diz de sua presença nos concílios particulares, nos sínodos diocesanos nos conselhos pastorais;do exercício do

encargo pastoral de uma paróquia; da colaboração nos conselhos de assuntos econômicos; da participação nos

tribunais eclesiásticos etc.

912- Os fiéis devem "distinguir acuradamente entre os direitos e os deveres que lhes incumbem enquanto

membros da Igreja e os que lhes competem enquanto membros da sociedade humana. Procurarão conciliar

ambos harmonicamente entre si, lembrados de que em qualquer situação temporal devem conduzir-se pela

consciência cristã, uma vez que nenhuma atividade humana, nem mesmo nas coisas temporais, pode ser

subtraída ao domínio de Deus".

913-"Assim, todo leigo, em virtude dos dons que lhe foram conferidos, é ao mesmo tempo testemunha e

instrumento vivo da própria missão da Igreja “pela medida do dom de Cristo" (Ef 4,7)


Pois Bem Agora sabendo que ser leigo é estar a serviço e não mais alheio ao assunto,vamos clamar este

Espírito Santo de Deus que cada um de nós recebemos no Batismo,para irmos para missão deixemos-nos

sermos envolvidos pela palavra Deus que cura,Salva e Liberta.

(Rm 8;26)

26-Da mesma forma, o Espírito vem em socorro de nossa fraqueza. Pois não sabemos o que pedir nem

como pedir; é o próprio Espírito que intercede em nosso favor, com gemidos inefáveis.


(At 14;12)

12-Chamavam Barnabé de Júpiter e Paulo de Hermes, porque era Paulo quem falava.


(IPd 2;9-10)

9-Mas vós sois a gente escolhida, o sacerdócio régio, a nação santa, o povo que ele conquistou, a fim de

que proclameis os grandes feitos daquele que vos chamou das trevas para a sua luz maravilhosa.

10-Vós sois aqueles que antes não eram povo, agora porém são povo de Deus; os que não eram objeto

de misericórdia, agora porém alcançaram misericórdia.


Sendo Assim que as palavras de Maria Santíssima nossa Mãe e da Igreja possa soar em nosso Coração

para os nossos Lábios lembrando que servir a Deus é Motivo de alegria Assim Seja Amém


(Lc 1;35-38)

35-O anjo respondeu: “O Espírito Santo descerá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com a sua

sombra. Por isso, aquele que vai nascer será chamado santo, Filho de Deus.

36-Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na sua velhice. Este já é o sexto mês daquela que era

chamada estéril,

37-pois para Deus nada é impossível”.

38-Maria disse: “Eis aqui a serva do Senhor! Faça-se em mim segundo a tua palavra”. E o anjo retirou-se.


(Lc 1;46-56)

46-Maria então disse:

47-“A minha alma engrandece o Senhor, e meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador,

48-porque ele olhou para a humildade de sua serva. Todas as gerações, de agora em diante, me

chamarão feliz,

49-porque o Poderoso fez para mim coisas grandiosas. O seu nome é santo,

50-e sua misericórdia se estende de geração em geração sobre aqueles que o temem.

51-Ele mostrou a força de seu braço: dispersou os que tem planos orgulhosos no coração.

52-Derrubou os poderosos de seus tronos e exaltou os humildes.

53-Encheu de bens os famintos, e mandou embora os ricos de mãos vazias.

54-Acolheu Israel, seu servo, lembrando-se de sua misericórdia,

55-conforme prometera a nossos pais, em favor de Abraão e de sua descendência, para sempre”.

56-Maria ficou três meses com Isabel. Depois, voltou para sua casa.




terça-feira, 4 de janeiro de 2011

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Cruz de Cada Dia

No Ano de 2010 em minha comunidade foi feita uma Novena e honra a Nossa Senhora das Dores é nosso Senhor dos Passos,devido a Intronização da Imagem de Nosso Senhor dos Passos que estava em Restauração.Pois Bem diante desta consideração começo a reflexão sobre a Cruz de cada dia.Sabemos que Jesus nós exorta em relação ao seguimento que a Cruz faz parte de nossa peregrinação pois assim ele nós lembra:
(Lc 9;23)
23.Depois, Jesus começou a dizer a todos: “Se alguém quer vir após mim, renuncie a si mesmo, tome sua cruz, cada dia, e siga-me.

Jesus faz uma advertência em relação ao seu segmento,requer renuncia e apego a Cruz,em nosso dia a dia queremos deixar a nossa Cruz pois ela vem trazendo muitas das vezes desanimo em nossa caminhada,mais retornando a fala de Jesus ele nos ensina e lembra que o segredo esta em "Cada Dia" ou seja nós precisamos valorizar o dia vivido porque cada dia vivendo é um sinal de vitória e também de lembrar-nos que suportamos o peso da Cruz.
Cruz nos remete vitória pois foi através dela que jesus venceu a morte.Por isso que se diz:

"Não a Cristo sem Cruz
Nem Cruz Sem Cristo"

Temos que lembrar-nos que também Jesus teve alguém que num determinado momento lhe ajudou a carregar a Cruz ouçamos a Palavra:
(Lc 23;26)
26.Enquanto levavam Jesus, pegaram um certo Simão, de Cirene, que voltava do campo, e mandaram-no carregar a cruz atrás de Jesus.

Pois Bem meu Irmão e Irmã hoje sem duvida no Coração Jesus e este Simão que esta prestes a nos ajudar a carregar a nossa Cruz do dia a dia,ele quer fazer isto para conosco e nos diz:

(Mt 11;28-30)
28.Vinde a mim, todos vós que estais cansados e carregados de fardos, e eu vos darei descanso.
29.Tomai sobre vós o meu jugo e sede discípulos meus, porque sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para vós.
30.Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”.
Ouçamos o convite de Jesus e assim suportaremos a Cruz de cada dia e nada vai fazer com que afastemos da Graça de Deus Pai,como a Palavra fala ao nosso coração:

(Rm 8;35-36)
35.Quem nos separará do amor de Cristo? Tribulação, angústia, perseguição, fome, nudez, perigo, espada?
36.Pois está escrito: “Por tua causa somos entregues à morte, o dia todo; fomos tidos como ovelhas destinadas ao matadouro”.

Sejamos de fato ovelhas neste rebanho de Jesus Pastor Maior deste rebanho que se entregou por nós:
(Lc 10;7-16)
7.Jesus disse então: “Em verdade, em verdade, vos digo: eu sou a porta das ovelhas.
8.Todos aqueles que vieram antes de mim são ladrões e assaltantes, mas as ovelhas não os escutaram.
9.Eu sou a porta. Quem entrar por mim será salvo; poderá entrar e sair, e encontrará pastagem.
10.O ladrão vem só para roubar, matar e destruir. Eu vim para que tenham vida, e a tenham em abundância
11.“Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida por suas ovelhas.
12.O mercenário, que não é pastor e a quem as ovelhas não pertencem, vê o lobo chegar e foge; e o lobo as ataca e as dispersa.
13.Por ser apenas mercenário, ele não se importa com as ovelhas.
14.Eu sou o bom pastor. Conheço as minhas ovelhas e elas me conhecem,
15.assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai. Eu dou minha vida pelas ovelhas.
16.( Tenho ainda outras ovelhas, que não são deste redil; também a essas devo conduzir, e elas escutarão a minha voz, e haverá um só rebanho e um só pastor. )

Sendo assim peçamos ao Espírito Santo de Deus que recebemos no Batismo que nós de Sabedoria necessária para levar no dia a dia nossa Cruz permitindo que Jesus venha ao nosso auxilio,dentro deste contexto façamos a Oração à Chaga do Ombro de Jesus:

Oração à Chaga do Ombro de Jesus
A Chaga do ombro de Jesus

Perguntando São Bernardo ao divino
redentor,qual era a dor que sofrera maior e mais
desconhecida dos homens,Jesus lhe respondeu:

Eu Tinha uma Chaga profundíssima no ombro sobre o qual eu carreguei minha pesada cruz;essa chaga era mais dolorosa que as outras.
Os Homens não fazem dela menção porque não a conhecem.Honra pois essa chaga e farei TUDO o que por ela me pedires.

Oração
Ó amantíssimo Jesus,manso cordeiro de
Deus,apesar de ser eu uma criatura miseravél e
pecadora,vos adoro,e venero a chaga causada pelo peso
de vossa cruz que,dilacerando vossas carnes,desnudou
os ossos de vossos ombros sagrados e da qual a vossa
Mãe dolorosa tanto se compadeceu,Também eu,ó
aflitíssimo Jesus,me compadeço de Vós e do fundo de
meu coração vos louvo,vos glorifico,vos agradeço por
esta chaga dolorosa de Vosso Ombro em que
quizestes carregar vossa cruz,por minha salvação!

Ah! pelos sofrimentos que padecestes e que
aumentaram o enorme peso de vossa Cruz,vos rogo com
muita humildade,tende piedade de mim,pobre criatura
pecadora,perdoai os meus pecados e conduzi-me ao céu
pelo caminho da Cruz.

Assim Seja Amém,Amém,Amém.