terça-feira, 5 de julho de 2011

CONFIAR

Mais uma vez estamos fazendo jus,aquilo que no decorrer de nossa caminhada,vivenciamos através da destra de Deus.Ou seja ele sempre,esta dando-nos aquilo que necessitamos,como na oração?Deus prove,Deus provera,sua misericórdia não faltara.
Na sua palavra,ele nos exorta:
6.Ora, sem a fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima deve crer que ele existe e recompensa os que o procuram.(Hb 11)
Confiar:1.Ter confiança;Ter Fé,Esperar 2.Ter Esperança(em alguém ou algo) 3.comunicar em confiança.4.fiar-se conjug:confi]ar confiante.
Pois bem ai esta o significado desta palavra,tao necessária nos dias atuais,mediante a isto?façamos uma reflexão sobre onde,estamos depositando nossa confiança...Vamos fazer com que,nosso coração se volte,para mais uma vez,a palavra de Deus,exorta-nos.

1.O SENHOR disse a Abrão: “Sai de tua terra, do meio de teus parentes, da casa de teu pai, e vai para a terra que eu te vou mostrar.
2.Farei de ti uma grande nação e te abençoarei: engrandecerei o teu nome, de modo que ele se torne uma bênção.
3.Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem. Em ti serão abençoadas todas as famílias da terra”.
4.Abrão partiu, como o SENHOR lhe havia dito, e Ló foi com ele. Abrão tinha setenta e cinco anos ao partir de Harã.
5.Ele levou consigo sua mulher Sarai, o sobrinho Ló e todos os bens que possuíam, além dos escravos que haviam adquirido em Harã. Assim partiram rumo à terra de Canaã, e ali chegaram.
6.Abrão atravessou o país até o santuário de Siquém, até o carvalho de Moré. Os cananeus viviam então nessa terra.
7.O SENHOR apareceu a Abrão e lhe disse: “Darei esta terra à tua descendência”. Abrão ergueu ali um altar ao SENHOR, que lhe tinha aparecido.(Gn 12)

1.[ Cântico das romarias. ] Quem confia no SENHOR é como o monte Sião: não vacila, está firme para sempre.
2.§ Os montes rodeiam Jerusalém: assim o SENHOR está em redor do seu povo desde agora e para sempre.
3.Ele não deixará que o cetro dos ímpios domine sobre a posse dos justos, para que os justos não estendam a mão para fazer o mal.
4.§ Dá, SENHOR, felicidade aos bons e aos retos de coração.
5.Mas quanto aos que se desviam por suas trilhas tortas, o SENHOR os elimine junto com os malfeitores. Paz sobre Israel!(Sl 125)

Ainda neste contexto no Catecismo encontramos:

CONFIANÇA

C.56.1 Confiança do homem em Deus

§301 Com a criação, Deus não abandona sua criatura a ela mesma. Não somente lhe dá o ser e a existência, mas também a sustenta a todo instante no ser, dá-lhe o dom de agir e a conduz a seu termo. Reconhecer esta dependência completa em relação ao Criador é uma fonte de sabedoria e liberdade, alegria e confiança:

Sim, tu amas tudo o que criaste, não te aborreces com nada do que fizeste; se alguma coisa tivesses odiado, não a terias feito. E como poderia subsistir alguma coisa se não a tivesses querido? Como conservaria a sua existência se não a tivesses chamado? Mas a todos perdoas, porque são teus: Senhor, amigo da vida! (Sb 11,24-26)

§304 Assim vemos o Espírito Santo, autor principal da Escritura, atribuir muitas vezes ações a Deus, sem mencionar causas segundas. Esta não é uma "maneira de falar" primitiva, mas uma forma profunda de lembrar o primado de Deus e o seu senhorio absoluto sobre a história e o mundo e de assim educar para a confiança nele. A oração dos Salmos é a grande escola desta confiança.

§2086 "O primeiro preceito abrange a fé, a esperança e a caridade. Com efeito, quando se fala de Deus, fala-se de um ser constante, imutável, sempre o mesmo, fiel, perfeitamente justo. Daí decorre que nós devemos necessariamente aceitar suas palavras e ter nele uma fé e uma confiança plenas. Ele é Todo-Poderoso, clemente, infinitamente inclinado a fazer o bem. Quem poderia deixar de pôr nele todas as suas esperanças? E quem poderia deixar de amá-lo, contemplando os tesouros de bondade e de ternura que Ele derramou sobre nós? Daí esta fórmula que Deus emprega na Sagrada Escritura, quer no começo, quer no fim de seus preceitos: 'Eu sou o Senhor'."

§2115 Deus pode revelar o futuro a seus profetas ou a outros santos. Todavia, a atitude cristã correta consiste em entregar-se com confiança nas mãos da providência no que tange ao futuro, e em abandonar toda curiosidade doentia a este respeito. A imprevidência pode ser uma falta de responsabilidade.

§2119 A ação de tentar a Deus consiste em pôr â prova, em palavras ou em atos, sua bondade e sua onipotência. Foi assim que Satanás quis conseguir que Jesus se atirasse do alto do templo e obrigasse Deus, desse modo, a agir. Jesus opõe-lhe a Palavra de Deus: "Não tentarás o Senhor teu Deus" (Dt 6,16). O desafio contido em tal "tentação de Deus" falta com o respeito e a confiança que devemos a nosso Criador e Senhor. Inclui sempre uma dúvida a respeito de seu amor, sua providência e seu poder.

§2828 "Dai-nos": é bela a confiança dos filhos que tudo esperam de seu Pai. "Ele faz nascer o seu sol igualmente sobre maus e bons e cair chuva sobre justos e injustos" (Mt 5,45) e dá a todos os seres vivos "o alimento a seu tempo" (Sl 104,27). Jesus nos ensina a fazer este pedido, que glorifica efetivamente nosso Pai, porque reconhece como Ele é Bom para além de toda bondade.

§2836 "Hoje" é também uma expressão de confiança. O no-lo ensina; nossa presunção não podia inventá-la. Como se trata sobretudo de sua Palavra e do Corpo de seu Filho, este "hoje não é só o de nosso tempo mortal: é o Hoje de Deus:

Se recebes o pão cada dia, cada dia é para ti hoje. Se Cristo es ao teu dispor hoje, todos os dias Ele ressuscita para ti. Como dá isso? "Tu és meu filho, eu hoje te gerei" (Sl 2,7). Hoje, isto é, quando Cristo ressuscita.

§2861 No quarto pedido, ao dizer "Dai-nos", exprimimos, em comunhão com nossos irmãos, nossa confiança filial em nosso Pai do céu. "Pão Nosso" designa o alimento terrestre necessário à subsistência de todos nós e significa também o Pão de Vida:

Palavra de Deus e Corpo de Cristo. É recebido no "Hoje" de Deus como o alimento indispensável, (super) essencial do Banquete do Reino que a Eucaristia antecipa.

C.56.2 Confiança na Palavra de Deus

§215 "O princípio de tua palavra é a verdade, tuas normas são justiça para sempre" (Sl 119,160). "Sim, Senhor Deus, és tu que és Deus, tuas palavras são verdade" (2Sm 7,28); é por isso que as promessas de Deus sempre se realizam. Deus é a própria Verdade, suas palavras não podem enganar. É por isso que podemos entregar-nos com toda a confiança à verdade e à fidelidade de sua palavra em todas as coisas. O começo do pecado e da queda do homem foi uma mentira do tentador que induziu duvidar da palavra de Deus, de sua benevolência e fidelidade.

C.56.3 Confiança na providência

§2115 Deus pode revelar o futuro a seus profetas ou a outros santos. Todavia, a atitude cristã correta consiste em entregar-se com confiança nas mãos da providência no que tange ao futuro, e em abandonar toda curiosidade doentia a este respeito. A imprevidência pode ser uma falta de responsabilidade.

§2547 O Senhor se queixa dos ricos porque encontram na profusão dos bens o seu consolo (Lc 6,24). "O orgulhoso procura o poder terreno, ao passo que o pobre em espírito busca o Reino dos Céus." O abandono nas mãos da Providência do Pai do Céu liberta da preocupação do amanhã. A confiança em Deus predispõe para a bem-aventurança dos pobres. Eles verão a Deus.

C.56.4 Mentira violação da confiança entre os homens

§2486 A mentira (por ser uma violação da virtude da veracidade) é uma verdadeira violência feita ao outro porque o fere em sua capacidade de conhecer, que é a condição de todo juízo e de decisão. Contém em germe a divisão dos espíritos e todos os males que ela suscita. A mentira é funesta para toda a sociedade; mina a confiança entre os homens e rompe o tecido das relações sociais.


Jesus também chama-nos para confiar:

7.“Pedi e vos será dado! Procurai e encontrareis! Batei e a porta vos será aberta!
8.Pois todo aquele que pede recebe, quem procura encontra, e a quem bate, a porta será aberta.
9.Quem de vós dá ao filho uma pedra, quando ele pede um pão?
10.Ou lhe dá uma cobra, quando ele pede um peixe?
11.Ora, se vós, que sois maus, sabeis dar coisas boas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai que está nos céus dará coisas boas aos que lhe pedirem!(Mt 7)


18.Enquanto Jesus estava falando, um chefe aproximou-se, prostrou-se diante dele e disse: “Minha filha faleceu agora mesmo; mas vem impor a mão sobre ela, e viverá”.
19.Jesus levantou-se e o acompanhou, junto com os discípulos.
20.Nisto, uma mulher que havia doze anos sofria de hemorragias veio por trás dele e tocou na franja de seu manto.
21.Ela pensava consigo: “Se eu conseguir ao menos tocar no seu manto, ficarei curada”.
22.Jesus voltou-se e, ao vê-la, disse: “Coragem, filha! A tua fé te salvou”. E a mulher ficou curada a partir daquele instante.
23.Chegando à casa do chefe, Jesus viu os tocadores de flauta e a multidão agitada,
24.e disse: “Retirai-vos! A menina não morreu; ela dorme”. Mas eles zombavam dele.
25.Afastada a multidão, ele entrou, pegou a menina pela mão, e ela se levantou.
26.E a notícia disso espalhou-se por toda aquela região.
27.Partindo Jesus dali, dois cegos o seguiram, gritando: “Tem compaixão de nós, filho de Davi!”
28.Quando entrou em casa, os cegos se aproximaram dele, e Jesus lhes perguntou: “Acreditais que eu posso fazer isso?” Eles responderam: “Sim, Senhor”.
29.Então tocou nos olhos deles, dizendo: “Faça-se conforme a vossa fé”.
30.E os olhos deles se abriram. Jesus os advertiu: “Tomai cuidado para que ninguém fique sabendo”.
31.Mas eles saíram e espalharam sua fama por toda aquela região.(Mt 9)


Pois bem meus Irmãos é Irmãs,poderíamos trazer mais relatos da palavra que cura,salva é liberta,para reavivar em nós,esta confiança que precisamos ter,em Deus Pai.Peçamos ao Espírito Santo de Deus,que nos dê a sabedoria,para melhor compreender as coisas de Deus,confiar mais nele,com ele é por ele.
Quando deixamos de fato, o Espírito Santo,agir,tudo superamos,pois é a destra de Deus,que nos sustenta,porque o próprio Deus,garante-nos estas realidades partilhadas.Amém.

10.Não tenhas medo, que eu estou contigo. Não te assustes, que sou o teu Deus. Eu te dou coragem, sim, eu te ajudo. Sim, eu te seguro com minha mão vitoriosa.
11.Ficarão envergonhados e desapontados todos os que têm raiva de ti. Ficarão como nada e destruídos os que quiserem lutar contra ti.
12.Vais procurar sem nunca encontrar quem queira combater contra ti. Os que quiserem te armar guerra, serão como o vazio e o nada.
13.Isso, porque eu sou o SENHOR, o teu Deus, eu te pego pela mão e digo: “Não temas, que eu te ajudarei.(Is 41)

Nenhum comentário:

Postar um comentário